Oficinas na Macaréu

11.02.23

Às 16.00 h

WORKSHOP “B R E A T H E”

“BREATHE” é um workshop de movimento livre criativo e expressão corporal assente num set de dinâmicas que se debruçam sobre o poder do corpo em improviso, do corpo individual e do corpo grupal em movimento e da importância da respiração na amplificação dessa expressão.

No desenvolvimento da autoconsciência física reside, não só a crescente capacidade de materialização e libertação de emoções interiores através do corpo, i.e, um melhor conhecimento do nosso território psicoemocional, o que implica ir além do corpo físico, mas também a aceitação primordial do corpo e a interacção, conceitos presentes ao longo deste momento de partilha.

WORKSHOP “B R E A T H E”
“BREATHE” is a creative free movement and body expression workshop based on a set of dynamics that focus on the power of improvisation, the individual body and the collective body in movement, and the importance of breathing in the amplification of our expression. In the development of physical self-awareness lies not only the growing capacity to materialise and release inner emotions through the body, giving us a better knowledge of our own psycho-emotional territory, but also the primordial acceptance of our body through the interaction with ourselves and others – concepts which will be present throughout this moment of sharing.

(WORKSHOPS | in’dance (artinmebycris.wixsite.com))

2ª e 3ª feiras às 19h

MOVIMENTO & EXPRESSÃO | MOVEMENT & EXPRESSION

PT

De sentido inclusivo, estas aulas servem toda a população, pretendendo contribuir para a descoberta contínua de diferentes conteúdos de movimento e variadas formas de expressão corporal, no sentido de trabalhar a autoconsciência física, abordando diferentes ritmos, vários estilos de dança e posturas.
Composta de duas vertentes: improviso – criatividade/ coreografia – concentração, esta aula integra técnicas de autoconsciência, expressão, improvisação e relaxamento, promovendo questões de índole psico-emocional; e promove questões físicas que vão do ritmo e musicalidade, à coordenação e agilidade, às noções de respiração e movimento, com a integração gradual de exercícios sistematizados e coreográficos participativos.

EN

Based on an inclusive sense, these classes serve the whole population, aiming to contribute to the continuous discovery of different contents of movement and various forms of body expression, working on physical self-awareness, addressing different rhythms, various dance styles and postures.

Two main aspects: improvisation – creativity / choreography – concentration, this class integrates techniques of self-awareness, expression, improvisation and relaxation, promoting psycho-emotional issues; and promotes physical issues ranging from rhythm to musicality, to coordination and agility, to the notions of breathing and movement, with the gradual integration of participatory systematized and choreographic exercises.

Mais informação em/ More information: 

in’dance (artinmebycris.wixsite.com)

28 e 29.01.23

Das 11h às 17hh

Palhaces Rebeldes 

Oficina com Eva Ribeiro

Um laboratório para explorares o teu lado rebelde, cómico e autêntico e divertires-te um monte a fazer isso!

 SOBRE O WORKSHOP 

Na oficina Palhaç@s Rebeldes partimos da figura d@ palhaç@, enquanto arquétipo da transgressão e do riso. 

O clown ou palhaço existe num espaço de limiar, de fronteira ou transição. 

Entre o sonho e o real, o clown preenche com poesia os espaços vazios que delimitam um e outro. Por isso, podemos dizer que o palhaço é a concretização da utopia possível, no encontro entre o imaginário, o subversivo e o quotidiano. 

Inspirando-nos em figuras ancestrais como as do clown xamã, do bufão e do sacerdote teatral, pesquisamos como nos dias de hoje @ palhaç@ pode a partir da sua inocência e da sua profunda humanidade olhar o mundo em que vivemos. 

Através da intersecção com exercícios específicos de bufão, teatro de rua e teatro do oprimido pesquisamos como o palhaço habita espaços não convencionais , tais como a rua, a praça, zonas de protesto ou de ativismo.  

Os palhaços são mestres na arte de ritualizar, amplificar e dilatar emoções, sensações e os seus corpos. Desde tempos ancestrais, eles são aqueles que exageram comportamentos, parodiam o status quo e revelam o lado invisível, a sombra do ser humano. Aqui, @ artista permite deixar-se ver, tal como é e espelhar as imperfeições da humanidade, jogando a partir da sua vulnerabilidade e autenticidade, desde uma zona de prazer. 

O riso une, liberta e transforma.

“É preciso endurecer sem perder a ternura” 

Che Guevara

Vídeos de oficinas anteriores:

Campinas – São Paulo – Encontro Internacional de Mulheres Palhaças de São Paulo

Setembro, 2022

Porto – Laboratório de Teatro Político do Porto

Fevereiro,2022

SOBRE EVA

De mão dada com a arte e o ativismo sou pesquisadora há mais de quinze anos na área das artes performativas. Estudei na Escola Internacional de Teatro Físico Jacques Lecoq em Paris onde aprofundei a minha pesquisa na área do teatro físico e do teatro de máscara. 

Estudei a arte do clown com maestros como Jos Hauben, Adelvane Néia, Silvia Leblon, Palhaço Tomate, Jesus-Jara, Virginia Imaz, Matteo Cifariello, Maria Colomer, Alex Navarro e Carolina Dream, Jeff Johson, Johny Melville, Celia Ruiz, Elise Ouvrier De-Buffett, Fanny Giraud, André Casaca, Robyn Hambrook, Hilary Chaplain e Tom Roos. Criadora dos meus próprios espetáculos, a solo ou em dupla, tenho percorrido vários festivais e salas de espetáculos com as minhas criações. 

 Trabalho desde há vários anos com as linguagens do teatro do oprimido e do clown social, colaborando com associações e projetos de intervenção social e comunitária Trabalho igualmente na área da produção cultural, organizando eventos e atividades artísticas e culturais.  

Tenho participado ativamente na organização de eventos e ações ligadas ao fomento da arte do clown em Portugal. Sou diretora artística da Mostra Gargalhadas na Lua, em Carnide , Lisboa, organizada em conjunto com a Casa do Coreto e a Lua Cheia teatro para todos. 

Organizo também, em parceria com as Descalças cooperativa cultural o Bolina – festival internacional de palhaças, no Alto Alentejo, desde 2016. 

Sou uma das fundadoras e produtora do projeto Laboratório Internacional de Clown, projeto único em Portugal no campo da formação continuada na arte do palhaço, em parceria com a Nuvem Voadora – associação cultural e Tom Roos, pedagogo internacional.

Iniciei em 2016 o projeto artístico de intervenção social, Palhaços Visitadores, projeto que atua junto de públicos socialmente vulneráveis. 

Sou também dinamizadora de oficinas de iniciação e aprofundamento da arte da palhaça desde 2006, tendo contribuído para a formação de várias pessoas e grupos no território nacional, Roménia, França, Bélgica, Açores, Brasil, Argentina e Espanha.

INFO PRÁTICA

LOCAL

Macareu – associação cultural

Rua João das Regras 151, Porto

PREÇO

65 euros

CONTACTOS e INSCRIÇÕES

www.evaribeiro.pt

evaribeiro@evaribeiro.pt

00351926899394

12.01.23

18.30-21.30h

WORKSHOP de MUDANÇA: RUMO à VIDA que SONHAS VIVER em 2023 e mais além!!!

Com Pedro Jorge Pereira

CONTEXTO:

Sentimos-nos, vezes sem conta, de alguma forma frustrados com a vida que temos … parece que entre a vida que temos e a vida que gostaríamos de ter vai uma enorme distância. Isso faz-nos, naturalmente, sentir desanimados e sem ideias muito concretas de como mudar essa realidade … mas será que é mesmo assim? Ou que tem que ser mesmo assim? Será que a nossa capacidade de mudar a nossa vida é assim tão limitada?

O objectivo principal do Workshop de Mudança – Rumo à vida que sonhas viver em 2023 é o de poderes efectuar uma análise mais aprofundada e completa das diversas dimensões da tua vida assim como o de traçar um plano de mudança aos mais diversos níveis, nomeadamente através de instrumentos e ferramentas que poderás adaptar à tua realidade pessoal, passando por áreas como a familiar, amorosa e profissional.

Consiste fundamental na aplicação de ferramenta “Matriz do Ser” desenvolvida no âmbito do Projecto PJP.ECOLUTION que de uma forma muito simples e objectiva te permite visualizar melhor as diferentes áreas da tua vida e para que aspectos poderás direccionar melhor o teu foco e trabalho de mudança.

A QUEM se DESTINA:

Workshop de Mudança – Rumo à vida que sonhas viver em 2023 destina-se a quem já não se sentindo plenamente realizad@ com a sua vida actual, podendo estar inclusive a atravessar um momento de dita “crise”, possuí uma efectiva vontade de abraçar um processo de mudança pessoal e definir rumos concretos nessa direcção. É especialmente adequado para quem encontra maiores dificuldades em gerir e direcionar o seu esforço e foco mas pode ser de elevado benefício basicamente para qualquer pessoa comprometida com o seu processo de mudança pessoal e também colectivo.

2023.

O início de um novo Ano é naturalmente um período particularmente poderoso e simbólico para planear mudanças efectivas e iniciar um novo ciclo existencial. Pelo que este Workshop é talvez aquela oportunidade de que “estavas mesmo à espera” para despertar rumo à verdadeira essência daquilo que és e sonhas ser …

Vais continuar à espera de quê para mudares verdadeiramente a tua vida?

VALOR de Participação:

25macaréus, ou 20macaréus no caso de duas ou mais inscrições.

Número máximo de participantes: 12 (*)

* Inscrições Limitadas

DATA LIMITE:

10 de Janeiro de 2023

Facilitador: Pedro Jorge Pereira

Formador e Dinamizador de Projectos Eco-Sociais tem vindo a desenvolver diversas actividades e projectos ao nível do Auto-conhecimento, Consciencialização Pessoal, Desenvolvimento Integral sendo o criador e dinamizador do Projecto PJP.ECOLUTION. É Animador Sócio-Cultural trabalhando com Educação Ambiental e Capoeira, também Dinamizador do Projecto de Turismo Eco-Social Slow Motion Tours entre outros.

PJP.ECOLUTION

É o Projecto que funciona como plataforma que agrega o trabalho e activismo de Pedro Jorge Pereira, através da recolha e partilha de informação, assim como através da realização de accções nas áreas do Ecologismo, Evolução e Transformação Pessoal, Consciêncialização Cívica e Social, Formação, entre outras

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES:

PJP.ECOLUTION

Pedro J. Pereira

telm./what´s app (+351) 93 447 6236

e-mail.pjp.ecolution2019@gmail.com

18.12.22

14.30-17.30h

Oficina de Processamento da bolota, com José Luís Araújo

bolota é um fruto produzido pelos carvalhos: pela azinheira (Quercus rotundifolia),, pelo sobreiro (Quercus suber), pelo carvalho alvarinho (Quercus robur),(carvalho mais abundante na zona norte) carrascos (Quercus coccifera), carvalhos cerquinhos (Quercus faginea) e negrais (Quercuspyrenaica), para além de outras espécies com menor representatividade, é natural que a bolota, produzida por todos eles, se tenha transformado num dos recursos mais amplamente aproveitados neste sistema.

. Sob o ponto de vista nutricional, é um “superalimento” com elevados conteúdos em fibra alimentar, tem um perfil lipídico semelhante ao do azeite, e tem potencial antioxidante (propriedades anti-mutagénica, anti-carcinogénica e anti-envelhecimento). É um fruto que pode ser incluído na nossa alimentação, e é apto para os celíacos (alimento sem glúten). A farinha de bolota pode ser um interessante substituto de outras farinhas na produção de pão, resultando num produto inovador e de agradável sabor e que valoriza um dos produtos nacionais. A parte mais utilizada como comestível é o “miolo”, mas podemos obter boa farinha integral, utilizando também a casca. Os seus resíduos (casca) também podem ser considerados como uma mais-valia para outros fins, incluindo formulações sem glúten.

A bolota enquanto fruto de diversas cultivares do género Quercus, faz parte da tradição culinária e medicinal das culturas e regiões onde estas espécies são encontradas. Para além da farinha de bolota, utilizada no fabrico de pão e bolos, a bolota torrada é utilizada também para a produção de uma bebida aquosa (infusão tipo “café”, recomendada pelas suas propriedades benéficas para a saúde enquanto antidiarreico e adstringente. Para além do seu valor calórico, as bolotas de Quercus são ricas em polifenóis que são compostos com atividade antioxidante comprovada.

Os lusitanos e outros povos pré-romanos da Península Ibérica obtinham farinha das bolotas com que faziam pão, o que ainda é feito no século XXI.  As bolotas também são usadas em algumas preparações culinárias típicas de Portugal. Hoje em dia, as propriedades alimentícias, medicinais e de cosmética das bolotas começam a ser valorizadas por cientistas de todo o mundo, gerando um potencial mercado para Portugal.

Se queres saber mais sobre a bolota e as suas etapas (fases) de processamento, inscreve-te na “Oficina de Iniciação ao processamento da bolota” (20 macaréus/pessoa).

Da Recoleção à Degustação

Apresentações

Breve Introdução

Pão, Regiões e Tradições

Conceitos:

Massa Mãe ou Fermento Natural

Pré-Massa

Massas

O  Pão Lusitano (pão de bolota) passo a passo

Bolachas-biscoitos- os Castrejos

Degustação

Matérias primas

Farinhas – bolotas, centeio, trigo, milho etc

Infusões de bolota, outras infusões

Massa-mãe; fermento de padeiro

Sal, mel, azeite

Breve nota biográfica

José Luís Araújo, aprendiz de…Artista, Cientista, Investigador…, frequentou a escola com regularidade durante cerca de 50 anos lectivos, é Mestre em coisas da Educação e Doutorando em coisas da Vida!

Tem por Lema: A Partilha de Conhecimento, Saber e Saber-Fazer, como forma de SER…VIVER.

Participa em várias Associações e Movimentos Ambientais. É Presidente da mesa da Assembleia da OPE (Organização para a Promoção dos Ecoclubes de Portugal; é o Grão Mestre da Confraria Ibérica da Bolota, promotor das Conferências Ibéricas sobre a bolota como alimento humano; Integra os Movimentos, MOVRIODOURO e o MOVIMENTO RIO LEÇA, pela defesa da qualidade da água.

Inscrição na oficina: macareu.porto@gmail.com

17.12.22

Às 16.30h

Dança Molecular. Prática performativa.

Oficina com Maria/João Costa Espinho

Desde 2010, trabalha a partir do espaço interseccional arte – ciência – filosofia, com práticas somáticas. A partir dos micromovimentos já existentes nos nossos corpos, vamos descobrir juntos uma dança coletiva e um corpo coletivo a partir da anatomia e da neurodiversidade de cada um. Movimentos, textos, voz e gestos serão criados a partir de partituras empáticas desenvolvidos por todos os participantes. Juntos, procuraremos a dança e os estados de corpos, presença e perceção do nosso corpo. Numa segunda fase, através de improvisação e composição em tempo real, criaremos uma dança, em conjunto, que pode ser partilhada.

BIO | Maria / João Costa Espinho

Nasceu em Espinho, Portugal, em 1979. Bailarino, coreógrafo e artista pluridisciplinar, particularmente interessado em estabelecer relações entre arte e ciência. Desenvolve o seu trabalho entre Paris e Porto. Iniciou os seus estudos de dança com Conchita Ramirez, seguindo o programa de ensino da Royal Academy of Dance, e, mais tarde, integrou o Curso de Pesquisa e Criação Coreográfica do Fórum Dança 2003/2004.

Paralelamente, Maria / João Costa Espinhorealizou estudos científicos, concluídos por um mestrado integrado em Ciências Farmacêuticas na UP.

Como bailarino e performer, colaborou com muitos coreógrafos, incluindo Né Barros e Isabel Barros, Nigel Charnock, Joclécio Azevedo, Alberto Magno, Ana Figueira, Pedro Carvalho, Mathilde Monnier, Rui Horta, Javier de frutos, Jamie Watton, Jaro Vinarsky, Peter Bebjack, Juraj Korec, Vera Mantero, Ana Borges, Joana Antunes, Bruno Listopad, Yves Noel Genod, Mariana Tengner Barros, Abrahan Hurtado, Davis Freeman, Meg Stuart, Benoit Lachambre, Célia Gondol e Lynda Rahal e mais recentemente com Catheryne Bey.

O inicio de seu trabalho como coreógrafo remonta a 1997 com a coreografia “Vivências” para a Companhia de Dança de Aveiro, e depois, em 1999, com “7 dias e uma semana…” estreado no Teatro Municipal do Porto – Rivoli. no contexto da Mostra Independente de Dança organizada pelo NEC – Núcleo de Experimentação Coreográfica.

Participou como coreógrafo convidado por Maria de Assis nos Capitals – Encontros Acarte 2003 da Fundação Calouste Gulbenkian, onde teve a oportunidade de desenvolver o solo/ performance“Meeting Room”,na sala de Exposições Temporárias do Centro de Arte Moderna José Azeredo Perdigão.

Subsequentemente, fazem parte das suas criações: “Lilly 03” (2003); “EUS” (2004); “Peter05″(2005); “Jo and Jo”(2007) e “Simon 06.07.08.09″(2009), apresentado no Shorttheater Festival em Roma; “Anticorpo” (2009), solo criado e estreado na Culturgest – Fundação da Caixa Geral de Depósitos ;”Esboço” (2011) e “Monte” (2012), criação com a comunidade no contexto de Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura.

Representou Portugal na área da dança na Bienal dos Jovens criadores da Europa e do Mediterrâneo – Puglia 2008 com a peça “Swap” e nos Répèrages Danse à Lille em 2010 com a peça “Anticorpo”.

As suas criações mais recentes incluem “La Vie” (2014), “Bestiaire” (2018), peça de grupo apresentada na Casa de Portugal-André de Gouveia, em Paris.

O seu trabalho tem sido apresentado a nível internacional, em França, Inglaterra, Turquia, Bélgica, Brasil, Kosovo, Espanha, Eslováquia, Itália, Alemanha e Luxemburgo, e, mais recentemente, nos Estados Unidos da América.

Permeável ao inesperado, ao contexto presente, as suas coreografias são momentos de partilha, dentro de uma comunidade cujos contornos variam, desde os bailarinos envolvidos aos espectadores, num espaço de vibração compartilhada. Os seus projetos são construídos com a contribuição dos participantes. Alguns tomam uma forma definitiva, outros continuam a evoluir em cada apresentação.

O seu trabalho é pluridisciplinar, em relação à dança, à imagem e ao desenho. É influenciado pela ciência, como uma ferramenta para pensar a relação do ser humano com o mundo e com o cosmos. A sua noção de “dança molecular” reflete precisamente este contínuo compartilhado entre os corpos dos bailarinos, os seus espectadores e o contexto.

A um outro nível, esta partilha é encontrada na plataforma de encontros iniciados por João como a sua SalabrancaLab, cujo “Petit Festival”ou “Danço Festival”, organizados intermitentemente desde 2010, permite que os artistas de todas as disciplinas possam apresentar, refletir e experimentar as suas criações, com ou sem publico, em contextos diferentes. Desenvolve a pesquisa, tendo escrito o livro “Violência e Abuso de Poder” no seio do meio da dança contemporânea Europeia 2000 – 2020 –  pesquisa transversal ao seu trabalho artístico. 

~

22, 29 e 30.10

Oficina de soenga n’ A Soalheira e exposição na Macaréu

Revisitação à produção da louça preta de Coimbrões

Organização da Macaréu em parceria com a Soalheira e orientação de João Cunha e Costa 

Propomos este evento de prática cerâmica como uma revisitação à  tradição de produção de louça preta em Coimbrões (V. N. de Gaia), tradição essa que foi corrente entre o século XVII e início do século XX.

Quanto à tipologia e à decoração recorreremos à bibliografia da especialidade, sendo que as peças poderão ser produzidas na roda de oleiro ou não.

 Este evento decorrerá nos espaços d’ A Soalheira – associação social de cultura ambiental (localizada na Rua de Noeda, 237); dia 22 de Outubro, das 15.00 às 19 horas, será a sessão de modelação das peças; dia 29 de Outubro, a partir das 15.00 horas, será a cozedura em soenga e, no dia seguinte, dia 30 às 15 horas, será a abertura da soenga. A data de cozedura poderá ser adiada por razões meteorológicas.

As peças resultantes conjugadas com outro tipo de elementos, nomeadamente imagens e filmes da soenga, assim como documentação sobre a louça preta de Coimbrões, constituirão uma exposição na Macaréu – associação cultural (sediada na Rua João das Regras 151) que inaugurará dia 12 de Novembro, às 18.00.

Durante o decorrer da exposição, no dia 3 de Dezembro às 16.00h, acontecerá uma conversa que terá como tema a relação da louça preta de cozedura em soenga com a arqueologia e com a etnografia. Esta conversa terá a orientação dos arqueólogos António Manuel Silva  e Manuela Ribeiro.

A taxa de inscrição é de 15 Euros e o numero máximo de participantes é 12.

Informações e inscrições:  macareu.porto@gmail.com

31.07

NAS ASAS DO DESEJO – Mini Workshop de Sexualidade Sagrada  

(workshop introdutório, prático e sem nudez)

* Caminhos, Qualidades e Expressões de Amar

* As dimensões energéticas do corpo

* Práticas de expressão erótica 

* Ferramentas para expansão da energia sexual

* Tantra Yoga

* Posturas e Movimento Consciente

* Meditação, Respiração, Ritual

Valores

55 – Desconto – Preciso de uma redução no custo para participar

60 – Custo normal do evento

65-70 – Abundância – Contribuo para os descontos a outros participantes

Aquando da inscrição, receberá a informação necessária do que trazer.

Para inscrições ou mais informações: Micael 919 278 031,

Marta 934 257 464, ou tantranorte@gmail.com

Política de Reembolso

Em caso de desistência não será devolvido qualquer valor, mas poderá passar a sua vaga a outr@ participante, sujeito a confirmação com a organização. Em caso de cancelamento do evento por parte da organização, devolvemos a totalidade do valor de inscrição.

Evento organizado pelo projeto Tantra Norte. Para acompanhar os eventos regulares que trazemos ao Porto, e a comunidade, adere ao nosso grupo do Telegram https://t.me/tantranorte

(O curso já terminou.)

15.04

Das 11h às 19h

Oficina de construção de pandeiro quadrado com Raquel Cruces

Sinopse da oficina

Construa o seu instrumento e leve-o para casa! 

Construção de pandero quadrado de Peñaparda. 

11-13h Trabalhamos a madeira

Descanso para o almoço

15-19h Costurmos a pele

Materiais incluídos: 

– Madeira de pino, 

– Pele de cabra, 

– Agulha e linha

– Sementes

– Tira de couro

– Cola de galho, pregos e fios.

Podem participar 7 pessoas

Raquel Cruces

1980, Barcelona / Hinojar del Rey / Alcoy

Ela vive da música e é por causa da música que ela vive, ela tem cada vez mais certeza disso.  Quase 21 anos estudando e 14 se dedicando a isso, aliando ensino com interpretação.  Ele dirige sua própria escola de percussão rítmica afrodescendente, Taquirikita, e os grupos estáveis de Revetlleres (Barcelona) e Campaneras (Valência) de canto e percussao ibérica.

Estuda música oral ibérica com a ajuda de professores de renome: Eliseo Parra, Vanesa Muela Miquel Gil.  Especializou-se no repertório sefardita, com o qual faz turnês há 9 temporadas pela península.

Recentemente, ele realizou a pesquisa, revisão e aprimoramento de materiais de biblioteca de som.  Como resultado destes 8 anos, publicou quatro álbuns com a sua banda, concebeu vários workshops e publicou dois livros em CD.  O último, Dameconfites cançoner que recolhe 23 canções ibéricas de transmissão oral, com a informação, canção a canção, dos usos e costumes.

 Ele compartilha seu conhecimento das capitais espanholas e europeias: Hamburgo, Dublin, Porto, Turim, Lisboa, Toulouse… num tour que está ativo desde 2017.

As oficinas de construçao de pandero de Peñaparda começaram no maio de 2021 e nestos 11 meses temos construído juntos 91 panderos!

https://drive.google.com/file/d/1or9JmLJ6sgHf9uXXN9ZhPTF_IszZUdmW/view?usp=sharing

Clube de Teatro da Macaréu (CTM), 4ª edição (apenas para associados)

A 4ª edição do CTM teve início a 6 de Outubro de 2021.

As oficinas de teatro semanais decorrem alternadamente à quarta e sexta feiras, das 19h às 20.30h, com TÓ MAIA.

Para mais informações contactar: macareu.porto@gmail.com

Síntese biográfica de António Fernando Teixeira Maia (Tó Maia)

Formou-se em HISTÓRIA DA ARTE na Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Inicia a sua atividade como ator em 1990, tendo trabalhado em várias companhias e projetos teatrais na cidade do Porto.

 É diretor do Teatro Aramá desde a sua formação, em 1995, onde exerce funções de ator, encenador e produtor.

A sua atividade de Ator e Encenador está dividida em contextos profissionais, grupos universitários, projetos independentes, entre outros.

Formador

Desde 1994 tem trabalhado a Expressão Dramática/Teatro em escolas do primeiro ciclo e pré-escolar em diferentes projetos e iniciativas de várias entidades públicas e privadas.

Desde 1999, orienta vários Workshops de iniciação ao teatro em meios universitários e associativos. Mantendo-se atualmente como formador e encenador do Tic – Tac – Teatro Amador de Ciências, UP.

Atualmente desenvolve ações de teatro na Cleanic – Comunidade Terapêutica que integra o Programa Portage em Portugal e é professor de História da Cultura e das Artes no Conservatório An-Dança em Famalicão.

Reposição da peça “As espingardas da Senhora Carrar”, de Brecht, encenada por Emanuel Rodrigues e apresentada na 3ª edição do Clube de Teatro da Macaréu (CTM), agora na Fundação António Manuel da Mota.Reservas através dos contactos indicados no cartaz.

22.10.21

Oficina de Raku com João Carqueijeiro

Vai realizar-se um Workshop Saggar na próxima semana, nos dias 19 e 22 de Outubro de 2021. A modelação decorrerá no Atelier João Carqueijeiro e as queimas na associação Macaréu.

Abertas as inscrições.

10, 11 e 12.09

Das 15 às 19h

Oficina A linguagem do coração, com Aziz Gual

A linguagem do coração é uma viagem com Aziz Gual através do teu próprio ser… que é único e insubs tuível. O clown é a parte mais verdadeira, auten ca e humana do ser humano. Este workshop permite-te abrir a porta do teu coração para deixares sair o melhor e mais valioso que te habita. permite-te

Resumo do CV Aziz Gual

Aziz Adolfo Espinoza Gual, diretor e Palhaço mexicano. Nasceu em 5 de setembro de 1969 na Cidade do México. Graduado na Ringling Bros and Barnum & Bailey Clown College. Complementou sua carreira com a Técnica Lecoq, em Master classes com Marcel Marceau, na Ecole Du Cirque Space Catastrope em Bruxelas, Bélgica. É discípulo do premiado artista do Circo Russo Anatoli Locachtchouk, bem como de Tatiana e Yuri Velov.

Participou do maior espectáculo do mundo Ringling Bros and Barnum & Bailey Circus, no México, EUA e Canadá, foi colaborador na criação do Projeto Mundial de Circo do Cirque Du Soleil no México. É o fundador e diretor da companhia Cumbre Clown com a qual criou uma dezena de espetáculos. Em 2014 fundou o refúgio cultural “Casa Del Tonto”, um espaço de residência, criação e formação para palhaços em Cuernavaca México, é professor da eslipa – escola livre de palhaços do Rio de Janeiro, fez tournées internacionais por diversos países dando workshops e apresentando seus espectáculos:

“Huraclown” e “De risa en Risa”, nos EUA, Turquia, Itália, França, Croácia, Polônia, Portugal, Ilhas Canárias, Brasil, Argentina, Costa Rica, República Dominicana, Honduras e inúmeros festivais nos 32 estados da República Mexicana. Em 2006, recebeu o prêmio Wolf Rubinskis da crítica especializada de melhor jovem ator. Foi subsidiado pelo FONCA creadores cénicos com carreira de 2009 a 2011. Além disso, criou e dirigiu, também de sua própria autoria: “Yo Sin Ti” 2006, “La Bola Risa” 2008, “Humor En Cubos” 2011, “OTTO” 2013, “Travesías” e “Paisajes de Payaso” 2017 e em 2018 a estreia de “El Bestiario del Gesto” no Festival Internacional de Cervantino.

A Voz Humana de Jean Cocteau

As experiências de Cocteau com a voz humana tiveram o seu apogeu na peça de teatro A voz humana. Nela, uma mulher, só em palco, fala ao telefone com o seu (invisível e inaudível) amante perdido, que a deixou para casar com outra mulher.

Estreia em Abril, se tudo correr como o desejado.

Esperamos ver-vos a tod@s na plateia da Macaréu – Associação Cultural o mais brevemente possível.

O Clube de Teatro da Macaréu encontra-se de momento em trabalho on-line fazendo leituras da peça As Espingardas da Senhora Carrar de Bertolt Brecht.

O espectáculo tem estreia marcada para Maio de 2021.

Na esperança de podermos voltar em breve ao teatro de bolso da Macaréu, desejamos que todos se encontrem em segurança.

Clube de Teatro da Macaréu

No dia 12 de Janeiro de 2021 terá início o Clube de Teatro da Macaréu. Todas as semanas entre as 18:30h e as 20:00h no teatro de bolso da Macaréu, e durante 3 meses, os participantes do clube terão a oportunidade de explorar jogos dramáticos, técnicas de interpretação, trabalho de corpo e voz. O clube irá apresentar no final do percurso um espetáculo aberto ao público.
Serão tomadas todas as medidas de segurança e higiene no decorrer das sessões.

O clube será conduzido por Emanuel Rodrigues, licenciado em Teatro e Educação e que foi colaborador do Instituto Camões de Praga, The Bear Educational Theatre, Teatro Aberto, coordenador da plataforma Círculo de Giz e que encenou em parceria com a Macaréu o espectáculo Migrantes e Mulheres de Lorca.

Info e reservas: macareu.porto@gmail.com 

19-23 Dezembro

Macaréu – Associação cultural recebe:

Workshop de teatro para jovens dos 13 aos 15 anos de idade

Formador: Tomás Seruca Bravo

Horário das sessões:

Dia 19/12: 9h às 13h (saída um pouco mais cedo, para respeitar o recolher obrigatório)

Dia 20/12: 9h às 13h (saída um pouco mais cedo, para respeitar o recolher obrigatório)

Dia 21/12: das 10h às 13h e das 14h às 17h30


Dia 22/12: das 10h às 13h e das 14h às 17h30

Dia 23/12: das 10h às 13h e das 14h às 17h30

7 e 14.10

Das 15.00h às 19.30h

Macaréu – Associação cultural recebe:

Oficina de escrita criativa, com Renata Portas

Fechemos os olhos e imaginemos o universo como a imensa biblioteca sonhada por Borges.
Sem espaço e tempo, movemo-nos num universo ficcional onde as nossas ações são cópia e extensão, das anteriores.
Ler e escrever, são gestos complementares- o cérebro imagina o papel, a mão escreve na folha, a folha reproduz-se em outras folhas, cada palavra engendra a outra.
Tentemos, neste curto espaço-tempo, engravidar de palavras, algumas folhas, e plantá-las em bocas de (imaginários) leitores.

A oficina de escrita destina-se a curiosos, que tenham (ou não)experiência prévia,com exercícios,leituras e discussão em grupo de modo a desenvolver a escrita de cada um.

Renata Portas

Encenadora, actriz, dramaturga. Directora artística da Público Reservado, companhia teatral fundada em 2013.Trabalha e vive no Porto.Concluiu em 2003 o curso de Interpretação no Balleteatro Escola Profissional e frequentou o curso de Mestrado em Encenação na Escola Superior de Teatro e Cinema.Pós- Graduação em Arte Contemporânea, na Escola Superior Artística do Porto(2015/16) Estreou profissionalmente como assistente de encenação de Jean- Pierre Sarrazac, no espectáculo “ Cantiga para JÁ”, co- produção Companhia Teatro de Braga, Centro Dramático Galego e Coimbra 2003.

Encenou peças e textos de autores como Valère Novarina, Heiner Müller, Jean- Luc Lagarce, Pedro Eiras, Juan Mayorga, Carlos J. Pessoa, Franz Kafka, Peter Handke, Luis Maffei, Jean Anouilh, Pirandello, entre outros.
Dos seus textos dramáticos destaquem-se os seguintes: Interlúdio e Câmara- Inferno
( editado pela Companhia das Ilhas) Finisterra (edições Tnsj) e A Boca de Telémaco é a fortuna da casa (inédito). Em 2020,escreve Pimenta na Língua,um livro de contos eróticos, com ilustrações de Susana Bravo, edição de artista.

Trabalha como formadora de dramaturgia e escrita desde 2011.
Teve formação de escrita/dramaturgia com : Raimondo Cortese, Jean-Pierre Sarrazac, Luís Mestre, Jorge Louraço Figueira, Juan Mayorga, Lola Arias, entre outros.

Horário:sábado

Preço: 45 euros por pessoa.

Desconto de 5% para sócios da Macaréu, estudantes,sócios da Público Reservado.

Mínimo: 3 pessoas


Máximo: 9 pessoas

Idades: a partir dos 15 anos.

Material: caderno e ou pc.


Curso intensivo. 15-19h.30,dias 07 e 14 de Novembro


Formadora: Renata Portas


Organização: Renata Portas/ Público Reservado


Macaréu- Associação Cultural

Inscrições e informações:publicoreservado@gmail.com


As inscrições devem ser confirmadas através de transferência bancária, após e-mail de interesse.

Movimento & Expressão

Cristina Novo

Aulas semanais

PT
De sentido inclusivo, estas aulas servem toda a população, pretendendo contribuir para a descoberta contínua de diferentes conteúdos de movimento e variadas formas de expressão corporal, no sentido de trabalhar a autoconsciência física, abordando diferentes ritmos, vários estilos de dança e posturas.
Composta de duas vertentes: improviso – criatividade/ coreografia – concentração, esta aula integra técnicas de autoconsciência, expressão, improvisação e relaxamento, promovendo questões de índole psico-emocional; e promove questões físicas que vão do ritmo e musicalidade, à coordenação e agilidade, às noções de respiração e movimento, com a integração gradual de exercícios sistematizados e coreográficos participativos.

NOTA ADICIONAL |
No cumprimento das regras em contexto Covid-19, há uma limitação máxima de 5 alunos por turma, para além do cumprimento de regras sanitárias indicadas pela Macaréu – Associação Cultural.

INSCRIÇÃO PRÉVIA.

EN
Based on an inclusive sense, these classes serve the whole population, aiming to contribute to the continuous discovery of different contents of movement and various forms of body expression, working on physical self-awareness, addressing different rhythms, various dance styles and postures.
These classes integrates techniques of self-awareness, improvisation and relaxation, promoting psycho-emotional issues; also promotes physical issues ranging from rhythm to musicality, to coordination and agility, to the notions of breathing and movement, with the gradual integration of participatory systematized and choreographic exercises.

ADDITIONAL INFO:In compliance with the rules of Covid-19 context, there is a maximum limitation of 5 students per class, in addition to compliance with the health rules indicated by Macaréu – Associação Cultural.

PRIOR REGISTRATION.

22 de Fevereiro, 10:30-12:30

UMBILICAL

Porque brincamos cada vez menos, porque exploramos cada vez menos, porque prestamos cada vez menos atenção e porque podemos interagir mais, olhando as nossas próprias crianças (filhos ou netos) de um outro modo, num ambiente diferente, lúdico, dramático e divertido. Porque os adultos (pais ou avós) podem partilhar com os filhos ou netos uma experiência lúdica (não-formal) e olhá-los com outros olhos e de outro modo.

Como?

Através de jogos dramáticos, indutores, e desconstrução do corpo, do movimento, da palavra. Uma actividade divertida e diferente.

Valor adulto: 5€ ; Valor criança: 2,50€

Incrições até ao dia 16 de Fevereiro por email para macareu.porto@gmail.com ou 967480662

Público-alvo: adultos e crianças* entre os 6 e os 12 anos de idade

*as crianças poderão ser acompanhadas por um ou mais adultos.

Coordenação : Emanuel Rodrigues

Licenciou-se em Teatro e Educação e rumou à República Checa, onde foi professor de expressão dramática na Escola Britânica e Internacional de Praga e professor de técnica de Stanislavski. Colaborou com o Instituto Camões de Praga enquanto professor de teatro em projectos de promoção da língua portuguesa e de autores portugueses em língua checa como Gil Vicente e Fernando Pessoa.Foi actor da “The Bear Educational Theatre” (Marca Educativa da União Europeia 2004), com a qual participou em diversas digressões pela Europa central. Participou em séries de TV como “Borgia” e “Crossing Lines” do canal AXN, com o qual colaborou, com regularidade, fazendo dobragens em língua inglesa.Traduziu para língua inglesa e criou, em parceria com a autora Lívia Jappe, o espectáculo “Ruptura” a partir do livro “Cisão” da mesma autora (obra finalista do Prémio São Paulo de Literatura 2010) que estreou em Praga.Criou a plataforma “Círculo de Giz”, que hoje dirige, e que se pauta pelo trabalho de teatro e comunidade e por projectos educativos. Estreou-se como assistente de encenação e director de palco no Teatro Aberto no ano de 2016 no espectáculo “Ao vivo e em directo” de Raúl Malaquias Marques e com encenação de Fernando Heitor ao lado de Paulo Pires, Maria Emília Correia, entre outros. Em 2017 trabalhou como actor e assistente de cena no espectáculo “Toda a Cidade Ardia” a partir da obra poética de Alice Vieira com encenação de Marta Dias também no Teatro Aberto. No ano de 2018 coordenou para a divisão de cultura da Câmara Municipal da Figueira da Foz a 8a edição da Noite dos Esqueletos no Museu Municipal Santos Rocha e em 2019 o projecto SOPHIA.

Laboratório de Movimento e Expressão

Introdução

Espaço de laboratório onde a imaginação vira movimento e o corpo o instrumento de comunicação e expressão que explora as possibilidades criativas dentro de ritmos variados. Experimentar e explorar as infinitas possibilidades expressivas de forma espontânea. Um jogo e improviso criativo que desperta a consciência e sensibilidade física e emocional através de imagens criadas ao longo do processo. O caminho de encontro contigo próprio e com o outro de forma simples e autêntica. 

Objetivos

– Explorar diferentes qualidades e dinâmicas do movimento.

– Explorar as possibilidades de gestos e ritmos corporais.

– Aperfeiçoar o próprio movimento ajustando suas habilidades.

– Ampliar as possibilidades expressivas do próprio movimento.

– Desenvolver a imaginação, criatividade e autoconfiança.

– Desenvolver a motivação e transformar estados emocionais.

Condições

Dias: Todas as terças

Horário: Das 20:00 as 21:15h

Duração: 1:15h

Local: Macaréu – Associação Cultural. Rua João das Regras N.151 Porto.

Mensalidade: 25 euros

Público-alvo: Estudantes e público em geral

Orientadora: Inês Neiva

Contacto/inscrições: 938500299 ou 935968229

E-mail: neivaines@windowslive.com

Tai Ji Quan e Qi Gong Terapêuticos

Macaréu – Associação Cultural tem semanalmente sessões de Tai Chi e Qi Gong (mediante donativo consciente e solidário), às quartas-feiras, das 18.30h às 20.00h. Se pretende frequentar as sessões deverá inscrever-se, enviando seus dados para: macareu.porto@gmail.com

8.08-11.08

 AS ÁGUAS QUE TE MOVEM | WORKSHOP DE DANÇA

» Encontro Intensivo de Reconnect Dance | Porto, Sintra e São Miguel (Açores) «

Chi Dance, Contacto Improvisação e Ecologia Interior

com Pedro Paz


~ chi kung (prática energética), auto-massagem e alongamentos dinâmicos aplicados à dança, movimento livre,

autêntico e consciente, toque profundo, mantras e canções pela Paz ~

» aberto a toda a comunidade, com e sem experiência prévia em dança
» possibilidade de participação completa ou parcial
» as sessões de Chi Kung e as Roda de Mantras são abertas a quem quiser participar por donativo e sem compromisso com os workshops de dança.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Este Encontro abre a possibilidade de uma convivência fraterna enriquecida pela dança, pelo contacto e pelo canto. As nossas práticas são, fundamentalmente, inspirada nas Artes Energéticas de Saúde e Longevidade (Chi Kung), por isso, um trabalho orgânico, aberto a todos, sem limite de condição física.
De forma muito natural, imergimos numa pesquisa simultaneamente profunda e divertida, que nos leva à redescoberta do nosso corpo interactivo, livre e fluido…

As Água que Te Movem, são as mesmas dos oceanos, dos rios e dos lagos, das chuvas, das nuvens e dos ventos..
És essencialmente Água.
…e é a Água que te move.

Flui…

Cantar, assim como dançar, faz vibrar as Águas do Corpo. Estas reequilibram-se homeostaticamente* em cada célula.. E este reconhecimento é profundamente transformador.

PORTO – Macaréu Associação Cultural 8 a 11 de Agosto

~~~PROGRAMA~~~ Porto, Sintra e Açores

~ quinta-feira, dia 8 (entrada livre)


19h – Roda de Mantras e de Canções pela Paz


20h > 22h – Sessão de Apresentação do Encontro e Welcome JAM

~ sexta-feira, dia 9

19h –  RECONNECT DANCE & Contacto Improvisação (sessão síntese)

21h > 22h – JAM com música ao vivo

~ sábado, dia 10

 > 11h30 – Chi Kung e Roda de Mantras e de Canções pela Paz (entrada livre)


12h > 14h – Corpo de Água, despertando as partes para o Todo, pulsação e elasticidade fluida
(almoço)


15h30 > 17h30 – Corpo Paisagem, contacto e improvisação, escuta e sensorialidade, toque e gravidade partilhada (lanche)


18h > 20h – JAM, cocriação espontânea em tempo real
(ceia)

domingo, dia 11


10h > 11h30 – Chi Kung e Roda de Mantras e de Canções pela Paz (entrada livre)

 12h > 14h – Corpo Cardume, dinâmicas de interação grupal, contacto energético (almoço)


15h30 > 17h30 – Trabalho Exterior em Jardim
(lanche)


18h > 20h – JAM FINAL, cocriação espontânea em tempo real

“Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.

Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive”


Ricardo Reis, in “Odes”
(Fernando Pessoa)

28.07, 16-20h

Oficina de Japonês

Macaréu – Associação Cultural vai receber no seu espaço uma oficina de Japonês, orientada por Inês Rocha Silva.

Uma introdução à língua e à cultura do país do sol nascente. Deixe-se levar pelo mundo dos samurais, do respeito pelos mais velhos, da cultura do chá, dos robôs, dos origamis, dos desenhos animados, da caligrafia, do sushi, das gueixas. Segue-se uma breve aprendizagem da língua e cultura japonesas, tão diferente da nossa, tanto pelo sistema de escrita, como pela sonoridade, e pelas regras de educação.

5€ contribuição

Contactos e mais info:

aulasjapones@gmail.com

http://www.facebook.com/cursosjaponesporto

25, 26, 27 e 28.07, 16-20h

Oficina Met-Amorphosis

Macaréu – Associação Cultural vai receber no seu espaço uma oficina de criação de figurinos e adereços com técnica plástica, maquilhagem teatral/metamorfose, orientada por Marta Faria.

Workshop Met-Amorphosis

|Criação de figurinos e adereços com técnica plástica | Maquilhagem teatral/ metamorfose

Objectivo:

Os participantes desenvolvem previamente uma proposta de criação de personagem para teatro, performance, estátua viva, circo, contador de histórias, animação etc.

A partir do projecto criado individual prepara-se a roupa: calças, saias, vestidos casacos; acessórios: chapéus, perucas, luvas, sapatos e adereços: utensílios variados para aplicar tratamento plástico com técnicas de pintura decorativa usando tinta acrílica e látex. Abordagem de técnicas e material de maquilhagem teatral/ metamorfose corporal.

Material e utensílios disponíveis:

.Tintas acrílicas .Látex
. Velcros
. Linhas e agulhas .Molas

.Trinchas e pincéis
. Luvas
. Cola quente
. Cola para madeira
.Tintas de maquilhagem à base de água . Esponjas

Equipamento necessário:

. Mesas e cadeiras
. Ter onde pendurar a roupa enquanto se pinta
. Manequins ou Charriot
. Corda de estender roupa, cabides
. Local com água para lavar utensílios de pintura . Local para deixar os figurinos e adereços a secar

*Nota:

Os participantes deverão trazer os seus adereços e vestuário para transformar/pintar.

Ter em atenção que a roupa ao ser pintada normalmente encolhe, escolher tamanho acima do seu e os materiais serem de preferência com pouca elasticidade.

Trazer avental ou bata.

Duração: 16 Horas;
4 blocos de 4 horas cada

Valor: 100

Máximo: 12 participantes


Formadora: Marta Faria


Inscrições e contactos: metamorphosis.martafaria@gmail.com

Telemóvel: 910660585

https://metamorphosismarta.wixsite.com/met-amor

20.07, 15-18h

Macaréu – Associação Cultural vai receber no seu espaço uma mini-oficina de Risoterapia, orientada por Inês Neiva, e inserida no Mini Festival do Riso (20-21 de Julho na Macaréu).

RISOTERAPIA/ YOGA DO RISO MINI WORKSHOP

Introdução…

A Risoterapia/ Yoga do Riso procura recuperar no universo da infância a condição de espontaneidade em que vive a criança. Esta terapia, ao instaurar o contato entre o adulto e sua criança interior, procura justamente alcançar este estado de constante busca do novo, da aprendizagem, da prosperidade emocional. O riso envia ao cérebro um comando, por meio do hipotálamo, para que ele produza um grupo de substâncias conhecidas como endorfinas, mais especificamente as betas endorfinas. Este grupo de substâncias são elaboradas quando as pessoas estão bem-humoradas e detêm um potencial analgésico semelhante a morfina, porém, com potencial cem vezes mais ampliado. O aparecimento desta corrente de endorfinas traz ao organismo um estado de libertação das tensões, um sentimento de tranquilidade orgânica, psíquica e emocional.

Mini Workshop de Risoterapia/Yoga do Riso…

Durante 3 horas os participantes irão usufruir de um mini workshop de Risoterapia/Yoga do Riso que consiste em exercícios do riso, exercícios de respiração, movimento, gestos, dança, sons improvisados, música, adereços e objetos. Uma experiência com profundas transformações a nível físico, mental, emocional, social e espiritual.

Alguns Benefícios da Risoterapia/Yoga do Riso…

Físicos…

– Aumenta os níveis de oxigénio no corpo.
- Ajuda a emagrecer e a fortalecer a musculatura.
- Previne o cancro devido á oxigenação das células do corpo. – Facilita a digestão.
- Aperfeiçoa o sistema cardiovascular e respiratório.
- Melhora o sistema imunitário e aumenta a resistência física. – Relaxamento total e sensação de bem-estar. – Ajuda na segregação de endorfinas (hormona do bem-estar), serotonina (antidepressivo- natural) e estimulação do hipotálamo.

Psicológicos…

– Aumenta a capacidade de memorização e produtividade.
- Aumenta a autoestima, imaginação, criatividade, motivação, autoconfiança. – Previne e transforma estados depressivos.
- Aumenta a resistência ao stress, ansiedade e ataques de pânico.
- Aumenta a energia geral do corpo.
- Transforma emoções como: raiva, medo, ciúmes e tristeza em emoções Positivas como: amor, amizade, perdão e compaixão.

Sociais…

– Melhora a comunicação em geral.
- Melhora as relações interpessoais
- Maior desempenho, qualidade e equilíbrio entre a vida pessoal e profissional – Desenvolvimento da” focalização “: análise mais objetiva, pratica e produtiva. – Valoriza os sentimentos: amor, paz, partilha e espiritualidade através do riso. – Respeita o ser humano e valoriza a natureza.

Condições…

Dia: 21 de julho


Horário: das 15h às 18h


Custo: 20 e por participante

Duração: 3 horas


Público-alvo: Todas as idades.

Orientadora: Inês Neiva.

Contacto-inscrição : 938500299

Facebook: https://www.facebook.com/rirparacurar

Inês Neiva à mais de 20 anos que faz os circuitos europeus de animação, passou mascarada pela televisão e andou em digressão pelas salas e ruas com o espectáculo “Electrotoy” que além da itinerancia venceu vários prémios, incluindo em 2006 o 3-lugar durante a primeira edição do Festival Nacional de Animação de Rua da Póvoa de Varzim. Fez o Curso Profissional de Teatro pelo Balleteatro e estágiou na Académie Européenne de Théatre Corporel, em França. Fez formação de palhaço com Gabriel Chame Buendia, André Riot-Sarcey, André Braga, Pepe Nunes, Sílvia Leblon, Karla Concá, Gabi Winter, Patrice Collona D’istria, entre muitos outros e é certificada em Risoterapia \Yoga do Riso que lecciona há 4 anos. 

13.07, 18.00-20.00h

Folias polifónicas (2)

Nesta sessão a proposta é uma exploração e desenvolvimento das nossas capacidades de exprimir a nossa voz, em conjunto e individualmente!

Como?

Iniciamos a sessão com uns aquecimentos corporais que nos abrem os canais sonoros!

Adicionamos alguns exercícios vocais para ter maior perceção:
1.. Das diferentes formas de fazer sons
* Com a voz, os feitios bocais e os da língua…
2. Os Movimentos do som pelas diferentes partes do corpo
* Levar o som para diferentes pontos ressonantes…
** Incluindo o aperfeiçoamento e/ou desenvolvimento dos “overtones”

Exploramos possibilidades musicais por meio de sonorizações guiadas… com:
3. Melodias
4. Ritmos
5. Improvisos
6. O cantar circular e polifónico

7. Formas de acionar diferentes sonidos
8. O conforto, amplitude e dinâmica ao cantar…

Desenvolvemos o que exploramos até aqui, dentro ou fora da sessão… incluindo:
9. Momentos para cada pessoa guiar o grupo, se tiver esse impulso…
10. Improviso livre…
* Em alguns momentos palavras, frases e canções espontâneas podem acontecer!

Anda se te apetecer!…
Encontra-te no mesmo som em que te poderias perder…
e daqui… Criamos! Ressonâncias amplificadas pelo conjunto!

Participação por donativo livre

8.06, 10.00-12.30h

Técnicas e projecção de voz

Mário Ferreira

Será uma oportunidade para profissionais que trabalham com a sua voz como instrumento e com grandes audiências. Para professores no geral, oradores, comunicadores, animadores – por ex instrutores de yôga que usam os mantas como parte das suas práticas – cantores, etc. Ou simplesmente para quem quiser trabalhar e descobrir a sua voz. Trabalhar-se-á a projecção e aspectos da voz cantada, abordando a saúde vocal.

Mário Ferreira, natural do Porto, tirou o curso de Viola Dedilhada e Canto no Conservatório de Música do Porto/CMSM. È licenciado e mestrado em Ensino de Musica no Ensino Básico por ESEP (Escola Superior de Educação do Porto). Participou como tenor nas Óperas: Bastien und Bastienne (Mozart), Lo Speziale (Haydn), Il professore di Música (Pergolese), Flauta Mágica (Mozart) como Monostatos, Brundibar, etc. Lecciona as desciplinas de canto e Guitarra. Maestro do Canto da Macaréu

Para mais informações e inscrições:
macareu.porto@gmail.com
Mário Ferreira 933 135 993

[Possibilidade de almoço mediante reserva]

23, 27 e 28 de Maio, 19.00-22.30h

Oficina Visão Intuitiva


“Tem a coragem de seguir o teu coração e intuição. Eles de alguma forma já sabem o que verdadeiramente tu te queres tornar.”
Steve Jobs (2005) 

A intuição é aquele sentido que nos ajuda a conectar com a nossa sabedoria interior, a conhecer a nossa verdade, a direção que devemos seguir, a distinguir em quem devemos ou não confiar, a relembrar e ativar o nosso propósito de vida.

 Ela é aquela que nos dá os melhores insights, ideias, descobertas, ligações a uma tal velocidade que a mente não é capaz de compreender e tende a sabotar. Enquanto a primeira fala subtil e carinhosamente baixinho, a outra, a mente, berra e assusta-nos com maquinações, “se’s”, medos, avisos e pessimismo. Como queremos viver?

 Neste Seminário são partilhados os princípios do método da visão intuitiva e realizados inúmeros exercícios práticos para despertar e treinar a intuição. São 3 dias de contacto com o método “visão intuitiva” (ver de olhos vendados) inspirado no trabalho do Dr. Boris Zolotov.

É para quem quer ir além e desenvolver a sua intuição até possibilidades inimagináveis. Explora-se o seu potencial e activam-se os seus canais de luz para que possa aceder a um nível de maior compreensão de si e do mundo, harmonia e realização dos seus desejos.

Evento aberto a Crianças.

18 de Maio, 14-18h

TU e a TERRA

Oficina pluridisciplinar (ciência e arte), para crianças dos 5 aos 9 anos de idade,  sobre a importância do Ambiente

Inscrições até 11 de Maio em: macareu.porto@gmail.com

(contributo consciente e solidário)

Ficha de inscrição

Nome: ……………………………………………………………………………………………………………..

Idade: ……………………………..

Cuidados especiais (alergias, restrições alimentares e/ou físicas, medicamentos…): …………………………………………………………………………………………….

Encarregada(o) de educação: ……………………………………………………………………………..

Contacto: …………………………………………………………………………………………………………

Nome e contacto de quem virá buscar a criança: ……………………………………………………………………………………………………………………….

Autorização de imagem e som para eventual divulgação: ………………………………………

Notas: Trazer bata (ou avental) e roupa e calçado confortáveis. Podem trazer estojo escolar.

             Merenda no final da actividade.

____________________________________________________________

Oficinas de Páscoa para crianças na Macaréu | multidisciplinar

[Yôga. Cerâmica. Expressão plástica.  Jardinagem. Expressão corporal. Culinária. Música] 

De 15 a 19 de Abril | 14h às 18h

Faixa etária – 6 aos 12 anos 

Começamos cada dia com uma prática de yôga e aprendemos a respirar, para nos descontrair, concentrar e dar início às outras actividades – uma diferente por dia.

Será feita uma pausa para merendar e socializar….Seguimos para a sala do piano, também cada dia, para aprender uma canção, que será apresentada na festinha final aos educadores | Visita guiada à exposição das experiências realizadas nas várias actividades, acompanhado de merenda feita na oficina de culinária. 

Para mais informações | 935 968 229 / 933 135 993

Para programa detalhado e inscrições, contactar: macareu.porto@gmail.com 

Macaréu | associação cultural – Rua João das Regras, 151 – Porto

Materiais estão incluídos |Trazer: fato de treino, meias e calçado práticos. bata, ou avental, ou camisola  larga. Se preferir o estojo da escola. Merenda  

—————————-

Mário Ferreira, natural do Porto. Tirou o curso de Canto e Guitarra no conservatório | CMSM. Licenciatura e Mestrado no Curso – Ensino de música no Ensino Básico na ESEP/ IPP.  Professor de guitarra e canto. Maestro do coro – Canto da Macaréu

Marisa Alves, natural de Valbom – Gondomar, seguiu Artes visuais na Escola Artística Soares dos Reis – Porto. Frequentou o Curso de Artes na ESAD – Matosinhos. Pintura em azulejo, murais cerâmicos, e design no CEART – Coimbra.Rakú/”naked” no CENCAL – Caldas da Rainha Diversas formações na escola de cerâmica de La Bisbal – Catalunha, nomeadamente, investigação de vidrados de alta temperatura, murais em diferentes materisis e escultura monumental maciça. Ceramista, praticante de yôga desde 99. Tem um projecto de alimentação saudável – coisas doces com stévia – com Mário Ferreira. É ecologista por convicção, sendo o seu meio de transporte diário a bicicleta. 

Oficinas de Teatro na Macaréu

Alteração: A oficina tem nova data e será no dia 30 de Abril das 19h às 21h. Link para inscrição abaixo. Funcionará por donativo consciente!

“Somos todos atores, até mesmo os atores! O teatro é algo que existe dentro de cada ser humano, e pode ser praticado na solidão de um elevador ou em praça pública para milhares de espectadores.” Augusto Boal

A Macaréu – Associação Cultural abre de novo as suas portas às oficinas de Teatro Macaréu. Estas oficinas serão um espaço de expressão, de exploração do corpo e do contacto com o outro. Faremos jogos dramáticos e de improvisação, coordenação e escuta, sempre num ambiente descontraído e de partilha em grupo. Assim, convidamo-vos a trazer roupa confortável (e meias, vamos trabalhar sem sapatos!), boa disposição e vir experimentar! Vamos brincar com o que é dito e não dito e deixar-nos cativar pelo jogo dramático.

As oficinas são facilitadas por Isabel Martinez, atriz formada em Teatro pela Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo. Actualmente frequenta o Mestrado em Interpretação e Direcção Artística na mesma escola, é formadora de jovens e procura, no seu trabalho, estabelecer uma ligação entre o Teatro e a Educação Não-Formal.

Data da próxima oficina: terça-feira, 30 de Abril das 19h às 21h
Contribuição: donativo consciente
Formulário de inscrição: https://forms.gle/zHXYpNZiwGwwz2dV9